16 de dez de 2012

A sinceridade do coração

.
.
Estamos sempre em busca da felicidade, não é verdade? Porém, para alcança la 
é necessário sair de si e ir ao encontro com o outro. Sem impor pre-requisitos ou
rotular com qualidades e defeitos. 
.
Só será possível alcançar a plenitude de nossos anseios quando estes estiverem
ancorados em Deus. Pois Ele é o princípio e o fim de todas as coisas, e só Ele sabe
o que é melhor para cada pessoa.
.
É mistério. O Senhor quis assim. Para ter a alegria plena, o processo se dá pela 
doação de si mesmo em favor do outro; pra fazer-se próximo, promovendo a paz e 
o bem comum. É na doação de si mesmo que podemos atingir o ápice da alegria.
E será a sinceridade do nosso coração que faremos a experiência com o Amor pleno 
e misericordioso de Deus.
.
Paz e bem.
Polyana Zavariz

29 de nov de 2012

Retidão

.
Delcalça, pés no chão. Firme, ainda que a emoção oscile. Pois nem sempre é possível controlar o coração... Porém, ela, com reta intenção de não ferir o coração de Deus, vai seguindo o seu caminho e, ainda que desconheça o fim dessa trilha, segue confiante de que o Senhor cuidará de si, da família, dos sonhos e projetos. E bem sabe que a fé é a medida de esperança pra viver nesta vida passageira para alcançar o Céu.


15 de nov de 2012

Preparando o terreno


.
Era outono, folhas ao chão lançadas, cumprindo sua tarefa, girando e movimentando-se no sentido natural do tempo. Mistura de sensações e da transitoriedade da vida. Pois todas as expectativas são geradas neste tempo. As sementes também. 
.
Depois que a terra foi mexida, das folhas caídas, dos dias nublados, chega a estação do silêncio. Tempo em que o frio modifica paisagens e sentimentos, em que a nostalgia e as observações tornam se companheiras inseparáveis, e mesmo sem entender, o silêncio é essencial. Porém, o recolhimento nos transporta à outras possibilidades tão ricas quanto o tempo das respostas, e tem seu brilho particular. Sua beleza e finalidade. E é este tempo que vai sugerir o ponto que tornará o amanhã mais feliz ou não. Depende de como plantamos nossas sementes e o quanto nos dedicamos a elas (...nos excessos e faltas...).
.
Nenhuma estação acontece sozinha para completar sua obra de arte, mas precisam umas das outras. E cada qual cumpre o seu papel... Para chegar até as flores é um longo processo. Pois estas somente vão florescer nos solos que se permitiram viver cada tempo, compondo, assim,  a harmonia da vida. É na primavera que conhecemos quais sementes foram fortes - a ponto de morrer, para que a vida pudesse acontecer. E então, tornar o jardim ainda mais belo...

...Cada simples pensamento meu é uma medida...



.
Ninguém mais - Rosa de Saron
.
Minha vida, meu amor
Meu chão, meu céu, minha luz
Minha razão de existir

Eu hoje vim aqui só pra te ver passar
Precisaria nem olhar
Para este pobre coração

Basta sua sombra, e poderei me abraçar
Já seria o suficiente para mim
Nada aqui merece atenção
Mas se um dia você não regressar
Deixe umas pegadas
E alguém irá correr

Não há nada, não há nada igual
Nada poderia me afastar de Ti
Não, não há alguém
Que me faça tão bem como você faz
E nunca haverá
Me transforme no melhor que posso ser
Não há fim, não há volta
Porque só quem pode preencher o meu vazio é você
Você, ninguém mais

Exalam por aqui aromas de jasmins
Em uma carta que escreveu
E agora guardo bem aqui

Cada simples pensamento meu é uma medida
Que há tempos decidiu te amar sem reservas
Tudo o que tenho de valor, são as minhas memórias
Se elas partissem, eu partiria em dois

A saudade aqui, é um verso carregado de ventania
Que um dia resolveu partir
Nunca mais faltou ar

10 de nov de 2012

me leve... me espere.

 



Alegre
.
Hoje tem uma alegria em mim

Hoje eu acordei alegre
Mas nada mudou tanto assim
Mas qualquer coisa em mim
Urge, arde em febre
Hoje serei enfim
Quem você quiser de mim, me leve
que hoje eu vou dizer: sim
ao que quer que me espere,
me espere.

.
(Adriana Calcanhoto, composição que ela fez para o Caio Fernando Abreu)

.
Fonte:
http://www.facebook.com/vencaluisa

http://vemcaluisa.blogspot.com.br/

1 de nov de 2012

Desejo

.
.
"A aproximação do que quer que seja se faz gradualmente e penosamente 
- atravessando inclusive o oposto daquilo que se vai aproximar."
(Clarice Lispector)

23 de out de 2012

Âncora










.
.
A inspiração do coração nasce a partir das boas recordações que tenho e das boas inclinações que me disponho a realizar. Conservar boas aspirações é importante para que o coração esteja sempre disposto a acolher as surpresas de Deus. Mesmo quando essas não sejam agradáveis ao nosso querer. Os sentimentos precisam ser ancorados no Senhor, para que diante dos acontecimentos nos coloquemos de pé - firmes, e Nele apoiados. Jesus é a âncora do nosso barquinho. É Ele que nos conduz mar adentro... Confiemos que nossas vidas estão apoiadas Nele e sigamos em frente.
.
Polyana Zavariz.

7 de out de 2012

Primaveras

,
Quanto mais penso, mais chego a conclusão de que as expectativas que carregamos - de todas as coisas - é o que atrapalha, porque nos impede de perceber a realidade como é. E  geralmente não temos paciência para esperar... É preciso ser realista diante dos acontecimentos e das possibilidades, pois o que passar disso são especulações e ansiedade. E um coração tomado pelo anseio desmedido pode tornar-se escravo de relações frias e superficiais, o que afastará cada vez mais as possibilidades de encontros. Outro aspecto importante é estar atento aos fatos, porque geralmente Deus proporciona graças imensas revestidas de simplicidade, exigindo de nós todo o esforço para alcançá-las na totalidade e essência. Pois, na verdade, a primavera só floresce no solo que permitiu-se ser silêncio e abrigo para suas sementes
.
.
Polyana Zavariz

26 de set de 2012

O amor vale a pena


.
.

"Um só ato de amor feito numa fase de aridez vale mais do que cem em tempo de consolo."
(São Padre Pio de Pietrelcina)

19 de set de 2012

Vale a pena...

As ensinanças da dúvida

 .
.
AS ENSINANÇAS DA DÚVIDA
(thiago de Mello )  
.
 
Tive um chão (mas já faz tempo)
todo feito de certezas
tão duras como lajedos.

Agora (o tempo é que fez)
tenho um caminho de barro
umedecido de dúvidas.

Mas nele (devagar vou)
me cresce funda a certeza
de que vale a pena o amor

31 de ago de 2012

...e, que venham as flores!


.

"Há almas que aguardam a estação das flores para, no mínimo, entenderem o motivo de tantos espinhos no inverno. O que feriu ontem, sustentará o perfume de amanhã. Que venham as flores."

(ABNER SANTOS)

28 de ago de 2012

... "amor não é amor se quando encontra obstáculos se altera..."


.
.
De almas sinceras a união sincera
Nada há que impeça: amor não é amor
Se quando encontra obstáculos se altera
Ou se vacila ao mínimo temor.
.
Amor é um marco dominante,
Que encara a tempestade com bravura;
É astro que norteia a vela errante
Cujo valor se ignora, lá na altura.
.
Amor não teme o tempo, muito embora
Seu alfanje não poupe a mocidade;
Amor não se transforma de hora em hora.
.
Antes se afirma, para a eternidade.
Se isto é falso, e que é falso alguém provou,
Eu não sou poeta, e ninguém nunca amou.
.
.
Soneto 116 - Willian Shakespeare (1564-1616)

29 de jul de 2012

dentro



" Sempre chega um momento em que ficamos mais do lado de dentro do que do lado de fora... Porque, afinal de contas, a gente cansa de deixar a porta aberta para tudo o que na verdade só entrava para nos machucar."

___________ Thais Mozer.

.
fonte: http://www.facebook.com/photo.php?fbid=424954390876813&set=a.347276608644592.75925.246185375420383&type=3&theater

11 de jul de 2012

Partida

.
.

"Já que não tinha porque ficar, 
pegou suas malas
e seguiu seu rumo."
.
Polyana Zavariz

3 de jul de 2012

eternas saudades


Albino Zavariz, 1937 - 2012

Só hoje consegui escrever. Traduzir o que sinto, pois a saudade é grande dentro de mim. Não te encontrar é angustiante. Mas sei que o tempo será amigo, e me fará compreender que ela (a ausência) também pode possibilitar encontros. E assim, compreender os ensinamentos de Jesus: "amar o outro como a mim mesma". A saudade vai sempre habitar meu coração, pai, pois você é insubstituível, porém vou dispor de mim mesma pra transformar a saudade em atitudes, pra que você esteja sempre vivo dentro de mim. Te amo, pai!!
.
.
Com carinho da filhota que vai te amar pra sempre, 
Polyana Zavariz.

26 de jun de 2012

Releituras I

.
.
 Bem no íntimo, a música acalma o coração que se encontra aflito. Saudade sentida por por amá-lo tanto. Sentimentos que as palavras não sabem expressar com exatidão ou clareza. Coração silenciado pela força das circunstâncias. Lágrimas que caem dos olhos e lavam a alma. E que são orações feitas ao Bom Deus, rogando que Ele tenha compaixão e misericórdia e, intervenha nessa situação, pois aquele coração sabe que é a fé que nos sustenta e impulsiona a seguir firme - e de pé. Porque o amor daquela filha para com seu pai não tem explicação.
.
Polyana Zavariz

21 de jun de 2012

dos espaços

.
.

"Posso até ser limitada do lado de fora, mas                     minhas recordações não me deixam mentir:                        aqui dentro o espaço é imenso."

(Fernanda Gaona)

17 de jun de 2012

O olhar

.
O olhar precisa mirar o Céu. A inclinação do coração deve ser para o alto. Meus olhos precisam voltar a olhar para Deus, e para que isto aconteça, é preciso exercitar a vontade. Ou seja, está intimamente ligado ao querer.
.
A Palavra de Deus nos ensina: "...buscai as coisas lá do alto, onde Cristo está sentado à direita de Deus. Afeiçoai-vos às coisas lá de cima, e não às da terra" (Colossenses 3, 1b-2). 
.
Os desejos do meu coração precisam querer buscar aquilo que é desejo do coração de Deus, pois a felicidade está na realização da vontade plena do Pai. Porém, em nosso pobre coração pode surgir um questionamento: E como é que eu descubro o querer Dele para a minha vida?   É preciso observar os acontecimentos.
,
A vida vai confirmar ou não o que busca o coração. Deus vai colocar pessoas e situações que vão contribuir, para chegar a um discernimento. Porém, diante dos acontecimentos, o mais importante é a nossa obediência na vontade de Deus - mesmo que esta seja diferente da minha. 
.
De modo concreto, há uma condição que nos orienta: a oração. Pois é a intimidade com Deus que deve ser o combustível para guiar-nos ao Céu e nos conduzirá na espera, para Dele receber o auxílio, a ajuda adequada para cada situação. 
.
É através da oração que o coração se tornará cada vez mais próximo ao Senhor, sendo dócil à Ele. por meio dela é que nosso olhar torna-se purificado e mais disposto a ver a vida com calma. E como bem nos ensina São Padre Pio de Pietrelcina, a obediência a Deus é capaz de produzir bons frutos...
.
Deus nos dê a graça de ter um olhar parecido com o Seu olhar, e que sejamos luzes a iluminar o mundo... Paz e bem.
.
Polyana Zavariz.

13 de jun de 2012

.
.
"...Dizem que tudo o que buscamos, também nos busca e,
se ficarmos quietos, o que buscamos nos encontrará..."

7 de jun de 2012

Confecção de tapetes de CORPUS CHRISTI em Marilândia - ES:






















Tapete do Grupo de Oração "Maria Imaculada".

.
.
.
Movimentos, Pastorais e Equipes de Canto da Paróquia, fábricas, comerciantes de vários segmentos, prefeitura, escolas e comunidades participaram da confecção dos tapetes, fazendo sua homenagem à Jesus Eucarístico.

Origem da festa de Corpus Christi*


Eucarista: Corpo e Sangue de Jesus
.
.
Todos os católicos reconhecem o valor da Eucaristia. Podemos encontrar vários testemunhos da crença da real presença de Jesus no Pão e no Vinho consagrados na Santa Missa desde os primórdios da Igreja.

Mas, certa vez, no século VIII, na freguesia de Lanciano (Itália), um dos monges de São Basílio foi tomado de grande descrença e duvidou da presença de Cristo na Eucaristia. Para seu espanto, e para benefício de toda a humanidade, na mesma hora a Hóstia consagrada transformou-se em Carne e o Vinho consagrado transformou-se em Sangue. Esse milagre tornou-se objeto de muitas pesquisas e estudos nos séculos seguintes, mas o estudo mais sério foi feito em nossa era, entre 1970/71, e revelou ao mundo resultados impressionantes:

A Carne e o Sangue continuam frescos e incorruptos, como se tivessem sido recolhidos no presente dia, apesar dos doze séculos transcorridos. O Sangue encontra-se coagulado externamente em cinco partes; internamente ele continua líquido. Cada porção coagulada de sangue possui tamanhos diferentes, mas todas possuem exatamente o mesmo peso, não importando se pesadas juntas, combinadas ou separadas. São Carne e Sangue humanos, ambos do grupo sanguíneo AB, raro na população do mundo, mas característico de 95% dos judeus. Todas as células e glóbulos continuam vivos. A Carne pertence ao miocárdio, que se encontra no coração (e este órgão sempre foi símbolo de amor!).


Mesmo com esse milagre, entre os séculos IX e XIII surgiram grandes controvérsias sobre a presença real de Cristo na Eucaristia. Alguns afirmavam que a ceia se tratava apenas de um memorial que simbolizava a presença de Cristo. Foi somente em junho de 1246 que a festa de Corpus Christi foi instituída, após vários apelos de Santa Juliana, cujas visões solicitavam a instituição de uma festa em honra ao Santíssimo Sacramento. Em outubro de 1264 o Papa Urbano IV estendeu a solenidade para toda a Igreja. Nessa celebração religiosa, o maior dos sacramentos deixados à Igreja mostra a sua realidade: a Redenção.

A Eucaristia é o memorial sempre novo e sempre vivo dos sofrimentos de Nosso Senhor Jesus Cristo por nós. Mesmo separando Seu Corpo e Seu Sangue, Jesus se conserva por inteiro em cada uma das espécies. É pela Eucaristia, especialmente pelo Pão, sinal do alimento que fortifica a alma, que tomamos parte na vida divina, nos unindo a Cristo e, por Ele, ao Pai, no amor do Espírito Santo. Essa antecipação da vida divina aqui, na Terra, mostra-nos claramente a vida que receberemos no Céu, quando nos for apresentado, sem véus, o banquete da eternidade.

O centro da Celebração Eucarística será sempre a Eucaristia e, por ela, o melhor e o mais eficaz meio de participação no divino ofício. Aumentando a nossa devoção ao Corpo e Sangue de Jesus, como Ele próprio estabeleceu, alcançaremos mais facilmente os frutos da Redenção!


*Felipe Aquino
felipeaquino@cancaonova.com


Prof. Felipe Aquino @pfelipeaquino, é casado, 5 filhos, doutor em Física pela UNESP. É membro do Conselho Diretor da Fundação João Paulo II. Participa de aprofundamentos no país e no exterior, escreveu mais de 60 livros e apresenta dois programas semanais na TV Canção Nova: "Escola da Fé" e "Pergunte e Responderemos". Saiba mais em Blog do Professor Felipe Site do autor: www.cleofas.com.br




07/06/2012 
fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/formacao/internas.php?id=&e=12810

29 de mai de 2012

Deus não improvisa*

.
.
 
Há quem diga que nossa vida é como o tear e todos os acontecimentos são como fios entrelaçados entre si e revestidos de significados. Nada acontece por acaso e, à medida que o tempo vai passando, vamos, cada vez mais, tomando conhecimento do “bordado”,  resultado da nossa história.
.
Contemplar a obra terminada é tarefa que foge das nossas mãos, mas colaborar para que ela seja apreciável é missão que se dá na generosidade partilhada por nós a cada dia.
.
Nossa vida é repleta de acontecimentos, às vezes passam-se anos sem sabermos notícias de quem um dia fomos cúmplices e, de repente, o reencontro acontece. Em outros casos fomos ajudados por alguém e nunca o encontramos para, ao menos, lhe agradecer. Há também situações em que não conseguimos ser tão gentis com alguém como deveríamos, mas não houve tempo para, nem sequer, pedir-lhe perdão... E por aí seguem os acontecimentos que se entrelaçam como fios, dando cor e forma ao "bordado" da nosso história.
Ouvi uma história que me fez pensar muito sobre isso. Partilho com você: 
.
Conta-se que, há muitos anos, um aristocrata inglês dirigia-se da Escócia para Londres a fim de participar de uma sessão urgente do Parlamento. A sua carruagem ficou atolada na lama e ele estava à beira do desespero quando um jovem camponês apareceu com a sua junta de bois e a puxou para a estrada seca. O homem nobre ficou tão grato que perguntou ao rapaz como lhe poderia agradecer. O rapaz respondeu que não era preciso nada, pois ficava feliz por ter sido útil. Mas o aristocrata insistiu, perguntando-lhe: “Com certeza tens um sonho, ou alguma coisa de que gostarias de realizar na vida?” Então o jovem respondeu: “Sempre sonhei em me tornar médico, mas isso nunca será possível para mim”. 
.
Quando o lorde chegou a Londres tomou providências para que o jovem camponês recebesse uma bolsa de estudos e estudasse nas melhores escolas. Anos mais tarde, num momento decisivo da Segunda Guerra Mundial, Sir Winston Churchill estava morrendo vitima da gripe pneumônica. Nessa ocasião foi-lhe administrado um novo remédio que lhe salvou a vida. Era a penicilina. O remédio tinha sido descoberto pelo Dr. Alexander Fleming, ninguém mais nem menos do que aquele jovem camponês. E o lorde inglês que lhe tinha dado a bolsa de estudo, era justamente o pai do próprio Winston Churchill. 
.
É interessante observar, ainda mais com a ajuda da história, o quanto estamos interligados uns aos outros e como nossos atos gratuitos de bondade tocam as pessoas que estão à nossa volta. Fica bem claro que a lei da natureza funciona também neste sentido: O que plantamos é isso que vamos colher. 
.
Tudo começou com um simples gesto de bondade da parte de um rapaz do campo. A resposta foi outro ato de bondade, que se tornou benéfico para toda a humanidade. Milhões de pessoas, até hoje, são curadas de doenças terríveis graças à descoberta da penicilina. Ou seja: graças à generosidade partilhada pelo pobre e pelo rico. Este é um exemplo apenas, entre tantos que conhecemos.
.
É bom saber que não estamos isolados neste mundo! Independentemente da nossa condição, nossos atos têm consequências e podem mudar muitas coisas. Eu, particularmente, já vi realidades difíceis serem mudadas pelos pequenos e constantes gestos de bondade. Poderia citar aqui o caso de um esposo agressivo, sem fé e preso aos vicíos voltar para sua família e tornar-se um homem bom devido ao amor persistente e corajoso de sua esposa, que nunca deixou de o tratar bem e rezar pela  conversão dele durante anos.
.
E a história não para, Deus, que é o Autor da bondade, constantemente bate à nossa porta à espera de que possamos dar um "sim" à generosidade, como fez a Virgem Maria.   
.
O Cardeal Inglês, Seán O'malley, certa vez em visita ao Santuário de Fátima, explicou que foi Nossa Senhora quem, generosamente, abriu as portas da humanidade para Deus entrar pelo "sim" dela. Segundo ele, Deus escolheu colocar o destino de todos os homens nas mãos de uma jovem e contar com a bondade dela para enviar Seu Filho ao mundo e, depois por intermédio d'Ele, nos salvar.  
.
E Maria, completamente livre diante de Deus, poderia ter se apegado aos seus projetos pessoais ou alegado estar ocupada, inclusive com “as coisas do Senhor”, a ponto de não O poder servir e Lhe dizer "não". No entanto, ela foi generosa, aceitou despojar-se de si mesma e, com seu “sim”, permitiu a Deus entrar na nossa história e na nossa família humana. Desta forma, a Santíssima Virgem tornou-se o modelo a ser seguido por cada um que, ao passar por este mundo fazendo o bem, deseja um dia ser reconhecido pelo Senhor como “Benditos do meu Pai [...]” (Mt 25,34). 
.
Hoje, inspirados pelo exemplo da Mãe de Deus e de tantos outros que conhecemos, tenhamos a coragem de optar pelo bem. Isso, sim, vale a pena! O tear da nossa vida precisa de fios coloridos e fortes para dar continuidade à obra começada desde o nosso nascimento. Estejamos atentos e não deixemos passar as oportunidades que temos de praticar o bem, principalmente para com os mais necessitados, sabendo que Deus não improvisa. A bondade ou a maldade que semeamos hoje havemos de colher amanhã.
. 
E viva a generosidade!  
 .
 .
*Dijanira Silva
dijanira@geracaophn.com
28/05/2012
Fonte: http://www.cancaonova.com/portal/canais/formacao/internas.php?e=12793

18 de mai de 2012

Deus se faz próximo


.
.
"Quanto mais as trevas parecem crescer, mais perto Deus está de nós. " 
(Santo Padre Pio de Pietrelcina)

16 de mai de 2012

Persevera

.
.
Persevera,
mesmo na angústia
no vale das sombras
ou na incerteza.
.
Permaneça,
mesmo na tristeza
nos dias frios
ou na insegurança.
.
Continue,
mesmo na dor
no vazio
ou na solidão.
.
Aja com determinação,
e diga aos problemas
o Deus que te cuida
e protege.
.
e inverta a posição...
.
No lugar do medo,
coloque a FÉ.
No lugar da tristeza,
viva a ALEGRIA.
Na incerteza,
aja com ESPERANÇA.
.
E aguenta firme, pois
DEUS ESTÁ CONTIGO.
.
Ele cuida de ti
E o quer feliz
Quer te ver sorrir
sem desanimar.
.
Portanto,
P E R S E V E R A !
.
.
Paz e bem,
Polyana Zavariz.

14 de mai de 2012

Superação


.
.
A vida as vezes nos surpreende.  As vezes traz boas notícias, outras vezes, não.
,
As vezes, nos surpreende com situações complicadas e que exigem cautela e fé para continuar o caminho. E os passos tornam-se pesados e o olhar vagaroso, mas disposto a observar os detalhes dos jardins.
.
Nessa vida corrida nem sempre vemos os milagres diários, a tal ponto de não perceber as pequenas alegrias e, os motivos para agradecer ao Bom Deus a graça que é viver. Mas sempre é tempo de voltar, ser melhor para o outro e para Deus. E situações difíceis são boas aliadas para treinar o coração à olhar para o Céu, para Deus e fazer a escolha de seguir Seus caminhos.
.
Quando os dias tornam-se cinzas temos duas opções: olhar o lado ruim, frio, àquilo que não está bem; ou olhar pra cima e proclamar com a nossa vida que há um Deus por nós. Se por um lado vemos a solidão como algo negativo e nos isolamos, por outro, reconhecemos Quem nos sustenta. Deste modo é que poderemos romper as barreiras e superar os obstáculos que surgirem diante de nós.
.
É nessa perspectiva que tenho vivido estes dias. E confesso que tem sido um desafio não me esquecer que o amor de Deus me sustenta, ilumina as sombras e, caminha comigo. Posso dizer que, diante das circunstâncias mais difíceis, em que pensei não ser possível superar, Ele me tomou pela mão e guiou-me, porque por mim mesma, já não saberia andar. E ainda que eu me esqueça, o Senhor me fará lembrar de Suas promessas. A mim resta confiar e rezar, pois com Ele a vitória é certa e vou superar as dificuldades.
.
Polyana Zavariz

13 de mai de 2012

Coerência


.
"Não desviar a atenção, 
seguir na firme decisão,
com reta intenção
de não ferir 
o coração de Deus."
.
Polyana Zavariz







8 de mai de 2012

"...momentos pra recordar, amigos pra voltar a amar..."

. .
.
.
 Hei, Amigo (Dunga)
.
A história vai contar
 O que você se tornou
 Os amigos vão se lembrar
 De tudo que você sonhou
.
 O amor vai aumentar
 À medida que o tempo passar
 Uma palavra, um olhar
 Um abraço que pode curar
.
 Tudo o que vivi
 Pulsa dentro de mim
 Momentos pra recordar
 Amigos pra voltar a amar
.
 Só você vai entender
 Quando eu começar a tremer
  Pois houve um tempo e um lugar
 Que Deus decidiu nos plantar
.
 Tudo o que vivi
 Pulsa dentro de mim
 Momentos pra recordar
 Amigos pra voltar a amar

1 de mai de 2012

1º de Maio: dia de São José Operário

.

Dia primeiro de maio a Igreja celebra a festa de São José, Patrono dos trabalhadores. Papa Pio IX, no dia 8 de dezembro de 1870, declarou o glorioso São José, Padroeiro da Igreja Católica, modelo de castidade e obediência a Deus.
.
.
ORAÇÃO À SÃO JOSÉ:
.
Glorioso São José, modelo de todos os que se dedicam ao trabalho, obtende-me a graça de trabalhar com espírito de penitência para expiação de meus numerosos pecados;
.
De trabalhar com consciência, pondo o culto do dever acima de minhas inclinações;
.
De trabalhar com recolhimento e alegria, olhando como uma honra empregar e desenvolver pelo trabalho os dons recebidos de Deus;
.
De trabalhar com ordem, paz, moderação e paciência, sem nunca recuar perante o cansaço e as dificuldades;
.
De trabalhar, sobretudo com pureza de intenção e com desapego de mim mesmo, tendo sempre diante dos olhos a morte e a conta que deverei dar do tempo perdido, dos talentos inutilizados, do bem omitido e da vã complacência nos sucessos, tão funesta à obra de Deus!
.
Tudo por Jesus, tudo por Maria, tudo à vossa imitação, oh! Patriarca São José!
.
Tal será a minha divisa na vida e na morte. 
,
Amém.
.
.
fonte: http://ideeanunciai.wordpress.com/2011/05/01/oracao-a-sao-jose-operario-sao-pio-x/

Você é curioso? Saiba o que diz São Tomás sobre o assunto.

.
.
São Tomás de Aquino, no seu tratado sobre a temperança[1], aborda um assunto ao mesmo tempo, tão interessante e agradável quanto atraente e fascinante: a curiositas. Analisemos o pensamento do doutor angélico a respeito de tal questão.
.
Em primeiro lugar, São Tomás distingue dois tipos de curiositas. Uma é aquela que diz respeito ao conhecimento intelectual e outra é aquela que toca no conhecimento sensitivo. O Aquinate, com a sua natural clareza e simplicidade, nos mostra que sendo o objeto a conhecer alheio às nossas necessidades espirituais e conveniências terrenas, pode facilmente ser nocivo à alma. Em outras palavras, o afã de conhecimento pelo mero prazer de dilatar nossa inteligência, pode levar à perversão do indivíduo, pois o aparta de seu fim último que é Deus Nosso Senhor.
.
Num segundo momento, o Teólogo indica os principais defeitos da curiositas, a saber:
.
1º) Quanto ao aspecto intelectual, é um vício o desejo de conhecer as coisas pelo mero prazer pessoal de autoprojeção ou, pior ainda, quando esse “conhecer” leva a pessoa a se considerar outro deus. Uma verdadeira abominação, contrária à reta razão. Nesse caso, o sujeito se esquece que a verdade capital é amar a Deus sobre todas as coisas e, mediante isso, salvar a própria alma. Resultado: há uma degringolada rápida e fatídica no abismo do intelectualismo, nascendo daí o ateísmo, ou seja, a negação da existência de Deus.
.
2º) Quanto aos sentidos, existe nos indivíduos uma natural tendência para querer conhecer as coisas que os rodeiam. Depois do pecado original, tais coisas podem facilmente converter-se em supérfluas ou até prejudiciais para a alma – por exemplo, um olhar indiferente que excita a concupiscência – nesse caso a curiosidade se transforma num vício, pois penetra no conhecimento para deturpá-lo. Cabe ressaltar que, muitas das vezes, as coisas criadas se apresentam de maneira apática e neutra, porém, no campo das tendências, podem exercer uma grande influência sobre os indivíduos, arrastando-os para o erro e a corrupção.
.
Resumindo, muitas vezes nos preocupamos com futilidades e tolices, colocando-as no centro de nossas vidas, em detrimento do próprio Deus que é nossa causa primeira e fim último. Dele viemos e para Ele iremos! De que adianta interessar-se pelas criaturas e esquecer-se do Criador?!
.
[1] Pensamento tomista sobre a temperança e a curiosidade tratado na Suma Teológica II-II questões 161 e 167.
Revista Lumen Veritatis
.
Fonte: http://www.bibliacatolica.com.br/blog/espiritualidade/voce-e-curioso-saiba-o-que-diz-sao-tomas-sobre-o-assunto/?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+bibliacatolica+%28B%C3%ADblia+Cat%C3%B3lica+News%29