8 de jan de 2013

as margaridas


.
Bem vindo, Janeiro ensolarado. Regado em risos e cores. Pra desfazer as dores do passado. Daquele coração que sofreu calado, por não saber esperar. Daquela espera angustiante e exaustiva que roubou o brilho de seu olhar... Daquele olhar ao horizonte mirante, que buscava algo encontrar. Mas que só foi capaz de ver margaridas que precisava regar. E entendeu que para o horizonte encontrar é preciso se dedicar...
a si mesma!
às margaridas!
Enfim...
.
.
Polyana Zavariz

Nenhum comentário: