30 de nov de 2011

marcas
















.
.
.
.
.
Por onde passa, o homem deixa sua marca. As feridas, sejam na areia,
no tempo, ou no outro, são inevitáveis. . . . . . .  [Abner Santos]

Nenhum comentário: