16 de abr de 2011

Estações
















Minhas estações
.
          Minha vida segue um calendário singular, um tempo diferenciado daquele do relógio. As estações dentro de mim seguem outra consonância... não segue a rotina do calendário que está sobre a mesa. O tempo que segue meu coração amanhece e anoitece, mas não termina. E, quando me dou conta... é outono, outra vez.
.
           O outono é a estação da preperação, em que geralmente as chuvas e a umidade diminuem, deixando o solo ressecado; em que o crescimento das plantas torna-se mais lento, fazendo com que as árvores deixem cair suas folhas. Mas que contrariando a versão das folhas secas e amareladas pelo chão, muitas flores aparecem e florescem com coloridos intensos, fazendo esta estação possuir paisagens únicas, que parecem mais vivas nas cores do outono.
.
          Este é o tempo preparar o terreno para que, depois que passar o frio do inverno, venha a primavera e faça florescer minhas sementes. Em todas as áreas da minha vida. E, é bonito ver como Deus fala comigo neste tempo.
.
          É Ele quem me ajuda a observar o terreno para saber como trabalha-lo. Me diz quais as ferramentas adequadas para cada tipo de solo. E eu sigo Suas orientações para não abusar da terra a ser trabalhada.
.
          O adubo é Jesus. Como diz Santa Catarina de Sena: "a amizade cuja fonte é Deus nunca se esgota", mas, o solo é sempre fértil e capaz de dar flores e frutos em todas as estações.
.
           Neste tempo, quero pedir ao Senhor a graça do discernimento e a sensibilidade para perceber os sinais que Ele me dá, de acordo com as sementes que devo plantar.
.
.
Polyana Zavariz

Nenhum comentário: